AgendaO CinemaContactos

A

A

A

Khalik allah hs %281%29Khalik allah hs %281%29
WORKSHOP DE CINEMA – “Camera Ministry”
CinemaCinema
Sala 2

A BoCA - Bienal de Artes Contemporâneas habita a travessia entre territórios artísticos, entre espaços de cultura e de natureza, acolhe os públicos como constituintes de seres polissémicos que não precisam de se identificar – aquilo que interessa é a geração de vida, a troca de experiências e conhecimentos que se processa no coletivo. O que importa é a relação de empatia radical que a BoCA, agente de um ecossistema artístico ancorado nas travessias, deseja acolher.


Esta edição da BoCA, intitulada Prove You Are Human, mantém viva a sua missão no apoio a novas linguagens, privilegiando os espaços ‘entre’ – por exemplo, entre o performativo e o visual –, novas comissões a artistas portugueses e estrangeiros, no diálogo trans (por isso, transgénero em todas as suas significações) implementando projetos que propõem uma nova consciência e modelos entre práticas artísticas e sustentabilidade, indispensáveis na nova Era civilizacional que experimentamos. 

------------------------------

 

WORKSHOP DE CINEMA – “Camera Ministry”
Khalik Allah

O cineasta e fotógrafo jamaicano-iraniano Khalik Allah, residente em Nova Iorque, documenta a vida de diversas comunidades da diáspora africana. Seja a produzir imagens no East Harlem para o filme “Field Niggas” (2014) ou o seu primeiro livro “Souls Against the Concrete” (University of Texas Press, 2017) ou a viajar para o interior da Jamaica para explorar as suas raízes familiares em ‘Black Mother’ (2018), Allah dirige a sua prática em torno de jovens negros e mulheres “para lhes dar ‘Conhecimento de Si Mesmo’, para elevá-los e sensibilizar a consciência das contribuições dos negros para a história mundial antes da escravidão americana.” Discute o olhar sobre as comunidades negras em ambientes urbanos e a ética de retratar a marginalização no écran de cinema.
Khalik Allah dirige um workshop no qual discute as implicações espirituais do seu trabalho, nomeadamente o uso da fotografia para captar a essência de uma pessoa desde uma perspetiva que não implica julgamento; o reconhecimento de todas as pessoas como uma luz, e como uma criança de Deus; a escolha de encontrar beleza em todos os lugares e em tudo o que nos rodeia; e o uso da fotografia para construir relações de intimidade.
O artista irá partilhar também aspectos que marcaram a sua evolução como realizador e como fotógrafo, em que abordará a prática de fazer um trabalho que nem sempre é compreendido, a procura de representação (galeria, etc.), o equilíbrio entre produção artística e mercado de arte, e a honestidade que implica no seu trabalho.



Informações Úteis

DESTINATÁRIOS
M/16, estudantes e profissionais de cinema, audiovisual e áreas conexas.

Duração: 14h às 18h


INSCRIÇÕES
Os interessados podem fazer a sua inscrição até 25.09.2021 através do preenchimento deste formulário.
As inscrições são feitas por ordem de receção.


Custos de participação:
Normal: 25€
Artistas Cooperadores da Fundação GDA: 15€


Produção: BoCA
Parceria: Fundação GDA
Apoios: Câmara Municipal de Lisboa, EGEAC / Cinema São Jorge, Fundação Millennium bcp

Horários

28 Set

Ter: 14:00

29 Set

Qua: 14:00